Portuguese English French German Italian Spanish
facebook1  googleplus1  instagram1  pinterest1  tripadvisor1  linkedin

Um hostel também pode ser um local de cura | Revista Fugas | 03.05.2014

Por Maria José Santana , 03.05.2014

O Pharmacy Hostel abriu na Curia, um pequeno paraíso da Bairrada conhecido pelo seu parque termal. Mais do que uma unidade de alojamento, promete ser um novo motivo de atracção à terra do leitão e do espumante.

O nome fica a dever-se ao facto de o edifício ter acolhido, durante décadas, a farmácia que serve a estância termal da Curia. É que, vistas bem as coisas, uma unidade de alojamento acolhedora q.b. até pode proporcionar um “remédio” para os males da correria diária. E é precisamente essa a aposta do Pharmacy Hostel: envolver os seus hóspedes num verdadeiro processo de cura. Dito assim, até pode parecer um exagero — afinal de contas, estamos a falar de um hostel — mas há vários pormenores que ajudam a comprovar esta teoria.

A começar, desde logo, pelo cenário no qual o Pharmacy Hostel está enquadrado. A escassos metros desta unidade de alojamento, os hóspedes encontram um parque de uma beleza ímpar, que para muitos já dispensa apresentações. O Parque da Curia — que alberga o complexo termal — convida a um passeio prolongado ao longo do seu lago artificial, campos de jogos e casa de chá. 

E se for preciso retemperar forças, o próprio Pharmacy oferece condições excelentes para o descanso. Seja no bar do hostel, Pharmacy Coffee-Shop & Bar — que está aberto diariamente até às 23h e no qual são também servidas refeições mais ligeiras, como tostas e sanduíches —, ou na esplanada instalada no pátio do edifício, ou até mesmo na sala de estar, o conforto é a palavra de ordem. Assim como em cada um dos quartos instalados ao longo de três pisos.

O Pharmacy conta com dois quartos duplos, um triplo e um quádruplo — todos com casa de banho privativa. A complementar a oferta do hostel está ainda uma suite com dois quartos, sala de estar, TV cabo, Internet e casa de banho; bem como dois dormitórios com casa de banho partilhada (são 26 camas no total). E há um detalhe comum a qualquer um dos quartos que, atendendo àquela que é a norma neste tipo de alojamentos, consegue, desde logo, marcar a diferença: a unidade disponibiliza toalhas e gel de banho para todos os hóspedes. Mas há mais “mimos” inesperados: o pequeno-almoço está incluído no preço dos quartos e aqueles que viajam de automóvel podem contar com um parque de estacionamento privativo gratuito.

Moderno e vintage

A partir do exterior, o Pharmacy até pode parecer uma casa igual a tantas outras. A fachada do imóvel não deixa adivinhar o resultado fantástico que foi conseguido no interior. O projecto de decoração, que aposta num estilo que mistura o moderno e o vintage, é assinado pela designer de interiores Maria Viena mas também tem o cunho pessoal dos três jovens empreendedores bairradinos — Pedro Costa Pereira, Carina Batista e Pedro Silva — responsáveis pelo surgimento deste hostel. E se há coisa que salta à vista na decoração são as inúmeras referências às tradições e história da Curia, bem como à antiga farmácia que habitou, anteriormente, o edifício.

Em vários espaços da unidade, os hóspedes vão encontrando instrumentos antigos farmacêuticos — frascos e utensílios de laboratório — e não deixa de ser surpreendente o aproveitamento que foi feito dos velhos móveis da farmácia, que agora ganharam nova vida no bar do hostel. A palavra de ordem foi recuperar tudo o que era possível — até mesmo a velha caixa registadora! —, perpetuando usos e costumes de outros tempos.

A evocação do passado está também presente na sala de estar instalada no primeiro piso — e a partir da qual o hóspede goza de vistas privilegiadas para o pôr do sol. Chama-se Sala Casino, está decorada com um placard luminoso e um jogo de bingo, e lembra a época em que existia um Casino na Curia. Eram outros tempos, a afluência de termalistas era grande — entre 1920 e 1950 aquele complexo termal viveu momentos áureos — mas como os proprietários do Pharmacy querem ajudar a voltar a colocar a Curia nas bocas do mundo, a referência ao passado faz todo o sentido. 

Outro dos espaços que conduz a uma viagem até ao passado é a cozinha, cuja decoração se inspira nas “cozinhas das avós”. Ao longo de toda a divisão, são vários os espaços da parede decorados com ardósia e escritos e pinturas feitos com giz — elementos que fizeram parte do percurso escolar de tantas pessoas, na época que antecedeu os quadros interactivos. Será difícil resistir à tentação de rabiscar o que quer que seja na ardósia da cozinha. 

A ilustração de Moreno

Em cada um dos quartos do Pharmacy encontramos um motivo de decoração diferente, com propostas para todos os gostos e sensibilidades: desde o quarto Out of service, que retrata um espaço que está constantemente em obras (e no qual antigas latas de tinta foram, agora, aproveitadas para fazer um candeeiro de tecto), passando pelo Storage, onde saltam à vista os beliches inspirados nos caixotes de armazenagem, ou pelo Natura, inspirado na natureza e com o chão feito de relva artificial. 

Acabamos por ficar no quarto Dayez, sem dúvida um dos mais elegantes do Pharmacy, onde a parede da casa de banho, a cabeceira da cama e a cortina da janela têm estampada uma ilustração de Gabriel Moreno — reconhecido ilustrador espanhol —, que tem o título que acabou por dar origem ao nome do quarto. 

Outro dos conceitos inovadores do Pharmacy Hostel reside na gift shop que funciona junto ao bar e onde há várias lembranças para comprar. Um dos produtos que acaba por chamar a atenção são as pequenas garrafas de vidro que exibem nos rótulos as palavras “Ar da Curia Woman” ou “Ar da Curia Man”. No seu interior, está apenas o ar saudável da Curia, elemento que, afinal de contas, deu fama a este canto da região da Bairrada. E por falar em fama, convém não passar ao lado daquela que é uma das muitas tentações gastronómicas deste local — importa não esquecer que esta é a terra onde predomina o leitão e o espumante —, os “Amores da Curia”. Estes pastéis estaladiços, com uma finíssima base de massa folhada, recheados com ovos moles e polvilhados com açúcar em pó, gozam de um sabor ímpar e podem ser degustados no bar do Pharmacy Hostel. 

A Fugas esteve alojada a convite do Pharmacy Hostel